Manifestação de Repúdio

Para conhecimento dos Órgãos de Comunicação Sociais, da Federação Moçambicana de Futebol, Liga Moçambicana de Futebol, do Ministério da Juventude e Desportos, dos Clubes seus Filiados, dos Órgãos de Informação, e do Público em geral, comunica-se que,

No princípio da manhã, desta segunda-feira, o Presidente do Vilankulo Futebol Clube (VFC) recebeu uma mensagem de um suposto atleta do Matchedje, com o intuito de garantir a vitória do nosso clube, no jogo a disputar futuramente com esta colectividade, a troco de 20 mil meticais. O mesmo valor, diziam os emissores da mensagem de texto, serviria para que os atletas deste clube que o VFC respeita e estima bastante impedissem uma vitória do Chingale de Tete que, tal como o VFC, luta pela manutenção no Moçambola.

A mensagem, que pode ser vista na cópia em anexo, vem acompanhada de um número de conta para onde deveria ser canalizado o dinheiro. O VFC encaminhou o caso as autoridades competentes (vide número do processo em anexo). O VFC ignora se, de facto, o número pertence a um jogador desta colectividade. Porém, no âmbito da salvaguarda da verdade desportiva julgamos importante tornar pública esta situação que mancha e desprestigia uma competição como o Moçambola.

VFC está aberto a colaborar com as autoridades e julga que a verdade deve estar acima de qualquer coisa. O desporto e, em particular, o futebol só pode desenvolver se a amizade, o companheirismo e a honestidade estiverem acima da vitória a qualquer custo. Os clubes investem e trabalham dias, semanas, meses e anos para conquistaram o seu espaço. Portanto, esse trabalho não pode ser gorado pela burla, pela corrupção e pela batota. O VFC distancia-se de qualquer acto que visa falsear a verdade desportiva. Não estamos no futebol e no desporto para ganhar por via da trapaça. Preferimos descer para um escalão inferior se o preço da manutenção significar chafurdar na lama da batota e prejudicar um clube como o Chingale de Tete que deve, como é justo, lutar em igualdade de circunstâncias com as equipas que disputam a mesma prova. Sentimos, pela cabala que se pretende montar contra o Chingale de Tete e, quiçá, contra o esforço da direcção do Matchedje que pode estar nesta situação por esquemas desta natureza, que o desporto pode ser um lugar melhor se denunciarmos todos esquemas que visam falsear a verdade desportiva. O desporto só pode desenvolver com base na competitividade honesta e sincera. Não estamos aqui para sermos o rosto da batota. Isso é papel de outros, para o VFC o desporto é a expressão máxima e suprema da amizade.

Sabemos, também, que as leis no desporto são brandas e que casos do género morrem por falta de legislação aplicável, mas julgamos que não nos devemos abster de, pelo menos publicamente, denunciar esquemas tão sórdidos. É que, deste modo, não sabemos se as posições ocupadas na tabela classificativa reflectem o real nível das equipas.

Terminamos está nossa carta de repúdio aos comportamentos indignos que permeiam o Moçambola reafirmando que a manutenção não pode falsear a verdade desportiva. Ao Chingale de Tete, nosso irmão, e ao Matchedje, clube de referência e que deu glórias ao país, deixamos o nosso abraço sincero.

"Aquele que prática desporto com dignidade ganha sempre, mesmo quando perde"

A Direcção

Secções:
Patrocinadores Oficiais