HCB Songo 1 - Vilankulo FC 0

Aos 37 minutos Fábrice fez soar o alarme, ao apontar o golo, diga-se de passagem de belo efeito, chutando à entrada da grande área guarnecida pelo Martinho.

O alarme tocou nas hostes dos marlins, pois o golo dava sinal de que a luta pela manutenção continuava inglória, penosa e sinuosa.
Os dedos começam a tremer ao pegar a máquina calculadora e o mais doloroso os resultados negativos que o Vilankulo Fc tem averbado não espelha a produção nas quatro linhas.

O HCB venceu mas o empate teria sido talvez o resultado mais justo pois os marlins deram o litro por um resultado melhor
"só que os meus jogadores estiveram sem talento para fazer golos, apesar das inúmeras oportunidades criadas, principalmente na segunda parte" disse Akil Marcelino no final do jogo, os avançados de Inhambane uma vez mais foram perdulários por outro lado a barra negou o golo ao Luís e o Soarito teve uma tarde inspirada.

Mas as culpas a serem divididas recaem mais para o sector mais avançado, estes não conseguem mostrar serviço. Basta ver quantos golos certos Santos, Luís ou mesmo Abílio não fizeram quando tudo tinham para fazê-lo.

HCB 1 - Vilankulo FC 0, foi um resultado penalizador e frustrante para os marlins que não tiveram arte nem engenho para aproveitar as oportunidades criadas, na próxima jornada o Vilankulo Fc irá medir forças no seu próprio meio com o Chibuto FC, jogo de tudo ou nada para os donos da casa, esperando-se casa cheia.

Patrocinadores Oficiais